Google+ Followers

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Simetria



Minha amada senhora é simétrica mim
Simétrico sou dela, orgânico ou éter
Até na tez e na conjunção generalizada
O ar me falta quando falta tua presença
Completa presença em mim tua
Tua voz confunde prazeirosamente
As dores da minha alma
Bebo da saliva quente
Sinto-me ausente
Quando ausente ficas...


Eurípedes Gomes/João Pessoa
Foto de Sølve Sundsbø/Noruega

Sem comentários: