Google+ Followers

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Amigas e suas....ARTES

Plantão



E se em algum longo dia

Domares tua ignorância

Não te iludas com nada

Pois tudo será pouco

E nada pouco te bastará

À sombra da inquietude

Na caverna da não plenitude

Que a memória ré, velará.

Poeta: Boreau -João  Pessoa / Brasil

Sem comentários: