Google+ Followers

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Dança


TENTAR MUDAR
O QUE O TEMPO JÁ TINHA DECIDIDO
É ANDAR NO ESCURO
NO SEU OLHAR
A MENINA DOS MEUS OLHOS ESCUROS
DANÇA
Ô MENINO SAI PRA RUA
VEM VER ESSA MENINA
ROSINHA DO CABELO
VESTIDO BALANÇADO
E CHINELO DE DEDO
ROSA VILHA DE TERESA BETA
NETA DE DONA MARIA
QUE GOSTAVA DE CANTAR CANTIGA
QUE NINGUEM SABIA CANTAR
DONA MARIA FILHA DE DONA JOANA
ANA FILHA DE MARIA
VEM CANTAR
OLHA O SERENO MENINA
NO TEU OLHAR ME PERDIA
E O SOL NASCIA...

Poema de BONA AKOTIRENE
(Na foto Bona Akotirene/edição de Carla Freire)

Sem comentários: