Google+ Followers

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Poesia

Barco sem timão,

Relógio sem pêndulo

Balanço e solavanco

Desgovernado riso

Pecado de nuvens

Ausência de sombras

Rio sem nome

Espuma na areia

Canto da noite

Mãos de etéreo tato

Lua e lume

Rua do beijo

Trégua na guerra

Espasmo do pranto

Gargalhada e soluço



Limo na pedra

Suor do desejo

Portal do mistério

Palavra certeira

Caricia da espera

Saturnal lágrima

Poesia escondida

Corpo presente

Ausente agonia

Assim teu amor

O resto

não quero.



Flavio Pettinichi- 31- 08- 10 /Brasil
Foto de Carla Freire

Sem comentários: